Quanto custa investir em um projeto de Marketing Digital?

Quanto custa investir em um projeto de Marketing Digital?

  • 3
  • 23 de Janeiro de 2017

Essa é uma pergunta que nós, agências digitais, ouvimos constantemente. Todos os dias eu recebo contato de empresas dos mais variados segmentos e portes que chegam até a WCK com a tríade:

  1. Quero vender mais;
  2. Preciso de uma agência como vocês, que são especialistas em estratégias de Inbound Marketing;
  3. Mas meu orçamento é limitado, custa caro contratar vocês?

Devo dizer que é animador perceber que a cada dia mais empresas entendem que ter uma estratégia digital consistente garante expansão de mercado e escala nos resultados. E que mesmo com esse cenário de recessão econômica e incertezas que se intensificou nos últimos tempos, é hora de (re)agir de modo planejado e eficiente.

Como diz aquela máxima: “o mundo não está para amadores.” Especificamente o mercado não está para amadores, nunca foi tão urgente profissionalizar os negócios, os processos e os parceiros. Por outro lado, para “resolver” a tríade das empresas, temos muitos aspectos a investigar e validar antes de chegar os orçamentos das agências.

Então se você, Diretor/Gerente de Marketing, está com muita disposição para fazer a diferença em 2017 e ajudar sua empresa aumentar os resultados, este artigo é para você!
Me acompanhe nessa jornada para entender que a percepção de caro ou barato depende única e exclusivamente de uma coisa: o retorno que se obtém sobre o valor pago.

Marketing: na sua empresa é despesa ou investimento?

Uma mentalidade muito comum no mercado brasileiro é a de que Marketing é uma despesa, não investimento. Muitas empresas – incluindo as grandes e tradicionais – não enxergam a importância desta área. Isso acontece quando o marketing não atua como área estratégica, não está alinhado com as metas comerciais e não responde por métricas essenciais para os resultados da empresa.

Se este for o seu caso, para melhorar a percepção que a sua empresa tem sobre a área de Marketing, no seu planejamento de 2017 você deve responder à questões essenciais (momento auto-análise):

  1. Quais são os objetivos do marketing?
  2. Estes objetivos estão alinhados às metas comerciais da empresa?
  3. Você tem “braço” suficiente para executar o planejamento?
  4. Você e/ou sua equipe tem o know-how exigido para as entregas?
  5. Quais recursos (financeiro, tecnologia, parceiros) serão necessários para atingir as metas?
  6. Qual é o ROI esperado em um cenário de cumprimento das metas?

Se as respostas não estiverem definidas ou alguma delas for negativa, sinto lhe dizer, mas temos problemas!

Você tem um sério problema se enxerga o Marketing como custo.

Precisamos falar sobre ROI (Retorno sobre o Investimento)

Anualmente a Hubspot faz um levantamento chamado Estado do Inbound Marketing, onde analisam milhares de empresas e profissionais de marketing de todas as partes do mundo. No relatório LATAM de 2016 uma informação valiosa foi levantada e quero que você preste muita atenção: ROI é difícil de medir, mas aqueles que o fazem recebem mais orçamento.

O que influenciou a decisão de alterar seu orçamento de Inbound Marketing em relação ao ano anterior:

Infográfico: O que influenciou a decisão de alterar seu orçamento de Inbound Marketing em relação ao ano anterior

Esta é a chave da mudança sobre o papel do marketing na sua empresa!

À medida que você se torna orientado por métricas, é possível justificar o orçamento e não colocar em risco o seu planejamento e todas as ações específicas. Dentro dessa perspectiva, o orçamento que antes era definido pela Diretoria, passa agora a ser sugerido pelo Marketing, que dá garantias reais de retorno.

Aproveito para exemplificar este ponto com um case da WCK: uma construtora e incorporadora daqui de São Paulo que historicamente investiu apenas em agências offline. Como sabemos, o mercado da construção civil vem passando por uma forte retração, tornando cada vez mais complexo vender imóveis atualmente.

Porém, o CEO da empresa “comprou” a ideia do digital e através de um departamento de Marketing super atuante chegou até nós para planejarmos e executarmos uma estratégia digital. Depois de um período de adaptação e desconstrução de vários paradigmas, após o 1º ano de parceria, o relatório final de desempenho nos mostrou que as vendas com origem no meio digital corresponderam a mais de 50% do faturamento em  2016! 👏👏👏

Esse resultado só foi possível de ser comprovado porque somos orientados por métricas e, principalmente, porque no digital os esforços são totalmente mensuráveis. Da origem do lead ao fechamento, tudo é quantificável: custo por lead, ciclo de vendas, custo de aquisição de clientes (que neste caso caiu drasticamente), canais de aquisição que trazem maior retorno, engajamento nas campanhas de e-mail etc.

Com este parâmetro, você pode imaginar que para 2017 o budget de marketing – já aprovado – foi definido para batermos as metas de crescimento deste ano. A conta é simples: se obtemos retorno, investimos mais.

*Dica de ouro: assuma os objetivos de vendas como sendo do marketing também, se comprometa com as melhorias que sua empresa precisa para vender mais e esteja alinhado com os esforços comerciais – não existe justificativa para a falta de um SLA entre marketing e vendas hoje em dia.

O que você precisa saber antes de falarmos em números

No próximo tópico eu te ajudarei a preencher o cheque, mas antes quero trazer alguns dados que sedimentam a importância do marketing digital e o quanto uma estratégia assertiva e bem executada pode preparar sua empresa para atender as necessidades de consumo.

Recentemente li em um artigo sobre tendências de tecnologia e negócios para 2017 que diz que até 2020, ou seja, daqui há três anos, a estimativa é que mais três bilhões de usuários sejam conectados à rede. São pessoas que nunca acessaram a web, nunca fizeram uma compra online e que trarão consigo novas ideias e demandas.

Consegue dimensionar como essas novas demandas globais poderão ressignificar a forma como as marcas/empresas se comunicam e geram negócios pela internet? E o que isso pode impactar no seu mercado?

Fica claro então que o cerco está se fechando e que o comportamento do consumidor moderno – atento e ciente do seu poder de decisão – exige uma mudança de comportamento também das empresas. Volto a falar sobre a urgência de deixar o “sempre foi assim” para trás e finalmente encarar de frente que o mundo digital e tecnológico provoca mudanças muito rápidas, e a sua velocidade de resposta pode ser determinante para o sucesso ou fracasso das suas ações.

Exercício prático: volte no seu Planejamento 2017 e revise se todos os projetos e ações que você abriu foram prioritariamente definidos para atender as metas do ano. O objetivo é eliminar tudo o que não estiver contribuindo com as metas, pois apenas irá te afastar dos resultados. Se esta tarefa se tornar difícil e você perceber que precisa de uma mãozinha, eu posso te ajudar!

Chegamos ao ponto, QUANTO custa esse belo cenário de certezas?

Sem receio algum eu te digo que a resposta é: depende.

Depende do seu mercado, do produto ou serviço que vende, do seu modelo de negócio, da sua margem, enfim são tantas as variáveis que torna impossível usar uma fórmula para todas as empresas – cada realidade é um universo diferente.

Ainda que não exista uma fórmula única, você deve considerar que o investimento ideal em marketing deve ser entre 3% e 13% do faturamento anual da empresa.

Ao final de 2016 a Gartner publicou o seu estudo anual com os líderes de marketing de mais de 300 empresas para entender a verba destinada ao marketing e como os CMOs pretendem alocar e priorizar o investimento. Em média será destinado 12% da receita de suas empresas para o Marketing (aumento de 1% a cada ano desde 2014).

Principais áreas do investimento

Principais áreas do investimento

Ver infográfico completo

Qual porcentagem do budget de marketing será alocado no Marketing Digital por segmento?

Principais áreas do investimento

Fonte

Conclusão

Por mais que seja uma pergunta constante no mercado, para nós, Agência WCK (e ouso dizer que para a maioria também) é difícil responder diretamente “Quanto Custa um Projeto de Marketing Digital”. O mercado aponta que o orçamento deve ser definido baseado no faturamento anual das empresas, sempre respeitando o modelo de negócios, se b2b ou b2c,  a margem, os objetivos e metas etc.

Na minha opinião o fator mais importante dessa equação é o ROI, ou seja, os resultados que o investimento vai trazer para a empresa. E neste aspecto é essencial escolher um parceiro que tenha sinergia com os propósitos do seu negócio. Esta aí o segredo: a contratação do parceiro certo para este desafio.

Eu convido você, que se manteve firme nessa longa leitura, a analisar qual seria o budget ideal para a sua empresa investir desde já.

Quer descobrir agora quanto vai custar uma estratégia digital para a sua empresa?

Avalie nosso artigo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas
1 voto(s)
Carregando...

Leave a Reply

Deixe seu comentário abaixo

[contact-form-7 id="14318" title="Fale com a Lilian Rios (Fim de Post)"]
Lilian Rios

Fale com a Lilian Rios

Especialista Inbound Marketing

o