[Planejamento 2017] Quais são as tendências para Redes Sociais (e como saber se você deve abraçá-las ou fugir)

[Planejamento 2017] Quais são as tendências para Redes Sociais (e como saber se você deve abraçá-las ou fugir)

  • 6
  • 8 de dezembro de 2016

Planejamento de Marketing Digital para 2017: já falamos sobre atuação nas Redes Sociais, mas o que vai ser tendência nesse novo ano e como decidir o que adotar ou não? Confira agora!

Nem precisamos atestar o óbvio: começou dezembro e sim, o ano está em sua reta final. Provavelmente a esta altura, você já deve ter analisado os resultados dos seus canais de mídias sociais, mas ainda pode estar confuso sobre como começar a montar sua estratégia em Redes Sociais para 2017, certo? Já leu nosso conteúdo sobre atuação eficiente nas Redes Sociais em 2017, mas ainda tem dúvidas sobre como fazer?

Tudo bem, sabemos que às vezes isso pode ser complicado, afinal, as redes sociais têm características mais mutáveis mesmo. Então, para te ajudar nessa tarefa, separamos alguns cases de sucesso que exploram 3 tendências de marketing digital: Story Timelines, SAC 2.0 e Vídeos e que podem fornecer uma luz sobre o que fazer em 2017.

# Story Timelines

Story Timelines são as histórias contadas de forma cronológica nas timelines das redes sociais (como a timeline do Facebook, por exemplo), com grande destaque visual para os pontos importantes, facilitando a compreensão e o rápido consumo desse conteúdo.

O feed de notícias é o recurso das redes sociais que permite a exploração desse formato, que executado da maneira correta, pode fazer muito mais do que mostrar um apanhado de conteúdo. Criando conexão entre o conteúdo das postagens, o feed torna-se uma sequência de materiais que se complementam e impactam melhor o público, fornecendo uma experiência de imersão mais completa, como no caso da campanha antidrogas do Governo de Israel, criada em 2012 pela McCann-Erickson, Drugs set your timeline.  

A campanha utilizava a timeline do Facebook para contar a história de um personagem, comparando a sua vida no último ano com e sem o uso de drogas. Com um tom bastante realista, mostrando o cotidiano chocante de um usuário de drogas, conseguiu impactar muito mais a população com esse formato do que se fosse explorar pequenos post sobre o assunto.

Isso aconteceu porque a timeline permitiu que as pessoas acompanhassem a evolução do problema, as aproximando mais do personagem e da sua vida. O público se tornou o espectador que viu a “realidade” acontecer, mas que nada pode fazer. 

Para refletir: como está a sua timeline? Os assuntos conversam entre si, fornecendo uma melhor compreensão para o seu cliente? Quais tipos de produtos e serviços podem ser melhores explorados nesse formato? De repente, produtos que têm um ciclo de venda mais longo e complexo podem se aproveitar melhor desse formato, pois seriam melhor explicados.

# Sac 2.0

As redes sociais são ótimos lugares para alcançar aquelas pessoas que já visitaram seu site, mas que por algum motivo não se tornaram um lead, apesar de demonstrarem algum interesse pela sua oferta ou mesmo aqueles clientes que tiveram alguma experiência que não foi positiva. Essa reconquista de consumidores pode ser alcançada através do SAC 2.0.

O SAC 2.0 é a evolução do SAC tradicional para um atendimento mais completo, feito onde o cliente, que tem voz ativa agora, está (redes sociais), com respostas instantâneas e atendimento otimizado e personalizado, além da priorização da solução do problema.

A Netshoes percebeu isso e, após alinhar as suas estratégias de vendas com ferramentas de marketing digital, conseguiu fazer sucesso. Em 2013, tornou-se a primeira empresa brasileira a oferecer atendimento ao consumidor via redes sociais, conseguindo ultrapassar mais de R$ 100 milhões de faturamento naquele ano.

No prazo de um ano, todas as reclamações do Reclame Aqui da empresa foram atendidas e 96% delas solucionadas, o que resultou no ‘resgate’ de 76% dos clientes temporariamente insatisfeitos. Atualmente, suas redes sociais geram mais de 60 milhões de visitas ao site da empresa e uma média de 50 mil interações por mês.

Para refletir: sim, as redes sociais são os diários da rede moderna, onde o seu cliente vai reclamar ou elogiar se tiver uma boa experiência. Assim, como utilizar essa abertura para estreitar o relacionamento entre vocês? Como deixar de fazer apenas propaganda nas redes sociais e começar a propagar experiência positiva e engajamento? Talvez, pensar em relacionamento seja mais importante do que pensar em vendas nas redes sociais.

# Vídeos

Temos certeza de que você tem ouvido falar bastante sobre essa tendência. Mas sabia que atualmente o mais importante não é a super produção dos seus vídeos, mas à maneira como apresenta o conteúdo para o público? Vídeos sendo gravados na vertical e o ganho de espaço de plataformas, como o Snapchat, têm popularizado o formato de vídeos instantâneos que duram apenas 24 horas.

[Planejamento 2017] Quais são as tendências para Redes Sociais (e como saber se você deve abraçá-las ou fugir)

A repercussão foi tanta que a nova atualização do Instagram também traz uma proposta semelhante para se trabalhar com vídeos. Veja o case da Blendtec, que usou vídeos curtos para ressaltar a qualidade do seu produto.

Nos vídeos, de até 2 minutos, o CEO da empresa apareceu batendo um “shake” dos produtos mais desejados do mundo no aparelho da empresa, para chamar a atenção de seus clientes para a qualidade do produto.

A lista de vítimas: iPhone,Samsung Galaxy, iPad e Tênis Nike. As sugestões foram dadas pelas redes sociais, e os vídeos divulgados no Youtube. As visualizações superam a marca de 2 milhões por vídeo divulgado.

Para refletir: qual é o melhor conteúdo da sua empresa para ser transformado em vídeo? O que você tem mais dificuldade de explicar em texto, blog post ou e-books, por exemplo? Como o vídeo é mais fácil de ser assimilado, talvez investir nesse foco possa ajudar no seu planejamento. Outro ponto importante: nem todo vídeo precisa ser uma produção hollywoodiana. O Snapchat está aí para provar. Então, pense no que é possível dentro do seu budget e aproveite as opções disponíveis no mercado.

O que VOCÊ pode e deve aplicar?

Antes de mais nada, você precisa ter sempre em mente que seu planejamento de marketing digital anual não deve enrijecer suas estratégias ao longo do próximo ano. Sim, você tem margem de manobra. O Planejamento é o norte das suas ações, mas com base no desempenho e metas alcançadas, você pode ir ajustando suas ações, incrementando com novidades e tendências do mercado sempre que for possível e viável.

Para isso, é sempre importante voltar a atenção para a sua persona; com qual conteúdo ela se identificou e relacionou melhor, quais formatos tiveram melhor performance e retorno de engajamento, o que ela própria vem postando, o que não funcionou e quais problemas foram relatados.

Fazer uma análise minuciosa e reformular o conteúdo sempre que necessário, precisa se tornar uma constante no seu dia a dia. Planeje postagens para testar formatos e extrair mais resultados. Acompanhe o feed da sua concorrência. Teste tendências que vão surgindo com um pequeno grupo de clientes, antes de divulgarem para o todo, e ver se funcionam. Dessa forma, você conseguirá alinhar o seu planejamento conforme os objetivos que traçou e a efetividade das estratégias aplicadas.

[Planejamento 2017] Quais são as tendências para Redes Sociais (e como saber se você deve abraçá-las ou fugir)

Lembre-se de cruzar as análises de suas redes sociais, pois desta forma, conseguirá ter um olhar mais amplo e entender o porquê de determinado conteúdo funcionar melhor em uma rede do que em outra. Isso também ajudará a identificar qual rede social funciona melhor para sua empresa e se ela é realmente necessária, focando seus esforços somente nas redes onde se concentram seu público.  

Não existe uma receita de como você deve aplicar as tendências que surgem no mercado, pois os formatos vão depender de como sua empresa se posiciona nas redes sociais. Portanto, tenha em mente de que não é porque é tendência que você tem que aplicar. Se não fizer sentido para sua persona e para sua marca, você estará apenas gastando tempo e investimento em algo que não trará retorno. Crie e mantenha a coerência entre seus canais de conteúdo e não tenha medo de adaptá-los à sua necessidades.

Você é verdadeiramente digital ou só está presente nos meios digitais? Confira uma análise profunda sobre o ano de 2016 e qual estratégia sua empresa deve seguir para ser verdadeiramente digital em 2017!

Leave a Reply

Deixe seu comentário abaixo

[contact-form-7 id="14318" title="Fale com a Lilian Rios (Fim de Post)"]
Lilian Rios

Fale com a Lilian Rios

Especialista Inbound Marketing

o