O PowerPoint está morrendo – mas as apresentações continuam vivas!

O PowerPoint está morrendo – mas as apresentações continuam vivas!

  • 0
  • 17 de abril de 2015

O programa para desenvolvimento de apresentações mais conhecido de todos os tempos está com os dias contados. Sim, o PowerPoint está morrendo, contudo, ainda não está morto.

Até bem pouco tempo atrás, o PowerPoint foi o líder absoluto para a criação de apresentações, sendo utilizado tanto para finalidades pessoais (como criação de apresentações para casamentos, aniversários, etc.) quanto para empresariais (apresentação de produtos/serviços, treinamentos, etc.); o software era, praticamente, sinônimo de apresentações.

Por um longo período, o programa mostrou-se suficiente para suprir as necessidades. Porém, quando começou-se a perceber todo o potencial de apresentações criativas e bem desenvolvidas, novas soluções começaram a ser procuradas.

Novas ferramentas para apresentações

Para quem não possui um dispositivo da Apple e não pode utilizar o Keynote, o Prezi é um ótimo recurso. Trata-se de uma opção online para criação de apresentações com recursos diferenciados – não é necessário fazer slides, tudo faz parte de uma estrutura única e não linear, fornecendo uma boa base para apresentações, com uma história para contar. O uso online é gratuito, mas ele também está disponível para Windows e dispositivos da Apple. O Prezzi já conta com uma base de mais de 50 milhões de usuários.

Percebendo este movimento, a Microsoft lançou recentemente o Sway, um aplicativo também com foco na criação de apresentações online. O aplicativo tem suporte para inserção de vídeos do YouTube, posts de mídias sociais, entre outros formatos. O Sway é bastante fácil de usar e possibilita a criação de apresentações não lineares.

Assim, quem se queixava de que dominar os recursos mais sofisticados do PowerPoint era difícil ou que o programa não oferecia os recursos necessários para a liberação da criatividade, hoje conta com novas e boas opções.

O que vale é o conteúdo

O importante é não esquecer que o principal não é o programa, mas sim o conteúdo da apresentação. Muitas vezes, antes de uma reunião importante nos preocupamos com a reserva do espaço, o cardápio do coffee break, o brinde que será entregue e o desenvolvimento da apresentação acaba ficando em segundo plano. A apresentação tem um valor estratégico muito grande. Por mais que quem esteja conduzindo a reunião tenha carisma e domine as técnicas de oratória, o material apresentado é também um cartão de visitas da empresa e uma fonte de reforço e de convencimento que não pode ser negligenciada.

Mais do que os recursos tecnológicos mais atualizados, o que cativa em uma apresentação é o poder de contar histórias; boas apresentações contam histórias. Elas fornecem espaço para interação e para picos emocionais (seja através do riso, seja através de algo tocante/emocionante/curioso). Mesmo em apresentações empresariais, não podemos esquecer de que do outro lado da mesa ou da sala, há seres humanos que recebem diversas informações e propostas todos os dias. Por isso é necessário criar uma apresentação que se torne memorável para nos diferenciarmos.

Outro ponto que merece ser lembrado: uma apresentação não é um documento administrativo, como uma ata ou um memorando, ela deve ser encarada mais como um produto de design que lhe ajudará a contar boas histórias e a transmitir uma imagem profissional.

Uma última dica: coloque o desenvolvimento da apresentação em sua pauta de trabalho, não deixe para desenvolvê-la na última hora. Por mais que você domine o conteúdo, é sempre bom treiná-la, revisá-la, testar seu tempo, etc. Lembre-se de que uma boa apresentação não depende apenas do software utilizado para gerá-la, mas primordialmente, da criatividade, da habilidade de criar um bom conteúdo.

Avalie os softwares e aplicativos disponíveis no mercado, veja qual é o mais indicado para você, defina o objetivo da apresentação (motivar, inspirar, apresentar sua empresa, por exemplo) e pense que história poderá ser contada a partir disso. Teste sempre a sua apresentação. Com isso, você poderá desenvolver apresentações mais assertiva e que não dependam da “vida” de nenhum software.

Qual software você utiliza para criar apresentações? Tem alguma dica para ótimas apresentações? Compartilhe nos comentários!

 

 

Deixe seu comentário abaixo

[contact-form-7 id="14318" title="Fale com a Lilian Rios (Fim de Post)"]
Lilian Rios

Fale com a Lilian Rios

Especialista Inbound Marketing

o