Falsas promessas de final de ano: quais são aquelas que você faz sempre?

Falsas promessas de final de ano: quais são aquelas que você faz sempre?

  • 3
  • 20 de novembro de 2017

Alguns erros cometidos no presente podem nos prejudicar muito lá no futuro, e os mesmos sendo detectados muito antes de acontecer nos ajudam a nos precaver do mal que pode vir. Já que somos humanos, no trabalho também não poderia deixar de ser diferente.

Começar o ano com 2.242 promessas é mais normal do que você consegue imaginar. Mas, deste número, quantas delas chegam a ser cumpridas até o final do ano?

Estamos a poucos dias do início de 2018 e a pergunta que eu te faço é: quantas promessas foram de fato cumpridas?

Não adianta encher esses últimos dias com tudo aquilo prometido lá no início do ano. Ou você foca no que realmente consegue resolver, ou vai continuar atirando no escuro.

Por falar em atirar no escuro, lembra daquela promessa de: este ano vou investir mais em Marketing? Tenho quase certeza que ela foi uma das promessas que não foram cumpridas. Até então tudo bem, mas vamos um pouquinho mais fundo nesta discussão para buscar o que realmente aconteceu.

O que você cumpriu do seu planejamento estratégico?

A falta de um planejamento estratégico no início de cada etapa pode ser considerado o maior culpado de tudo isso; deixar de fazê-lo pode te travar em muitos pontos.

Ter toda a casa organizada antes de colocar a mão na massa é imprescindível. E isso ressalta que precisamos rever tudo aquilo que já vem sendo discutido no nosso blog o ano inteiro: a gestão das pessoas, os processos, as ferramentas e tudo aquilo que nos faz ficar mais colaborativos e aplicados.

Não ter um planejamento estratégico, ou ter, mas não seguir, não vai lhe render bons frutos! Mas daí você me pergunta: e qual a minha motivação para fazer todas estas movimentações? E eu te respondo da forma mais simples possível: Tua motivação nada mais é do que os retornos gratificantes que isso vai te trazer!

Vou te dar algumas dicas que você pode seguir para ontem (e garantir um 2018 diferente):

  • Defina poucas resoluções para que o foco se mantenha;
  • Determine dead lines para que cada objetivo se concretize;
  • Faça com que todos os seus colaboradores estejam por dentro do que está acontecendo;
  • Trace caminhos a serem seguidos, da forma mais clara possível – se necessário, abra tarefas recorrentes sobre cada objetivo;
  • Oriente-se em dados.

Imagina chegar na metade do caminho e descobrir que suas metas estão maiores do que as possíveis de se atingir? A reflexão é até mais profunda: em cima do que essas metas foram elaboradas? No achismo? Se sim, temos um sério problema a ser discutido!

Tudo o que você faz necessita, obrigatoriamente, principalmente voltado ao marketing, ser guiado por números. E na web existem diversos estudos sobre estas guias. Nosso amigo Edgar, Gerente de Projetos aqui na Agência escreveu um pouco sobre isso lá no blog da Zendesk.

Porém, será que com a mão de obra que tenho hoje consigo atingir isto? Meus colaboradores estão totalmente focados em entregar resultados em conjunto? Eles estão entendendo esta movimentação? São diversos questionamentos que podemos fazer para identificar ainda mais problemas.

O ato de deixar a meta sempre visível é super valioso! Principalmente quando todos da equipe estão por dentro das movimentações que a empresa quer seguir. Uma andorinha só não faz verão, então, seguindo este raciocínio, toda a sua estratégia que foi traçada lá atrás deve, por obrigação, estar bem dividida. Para que isto aconteça de uma forma mais fluida, você pode:

  • Definir papéis (quem faz o que);
  • Distribuir atividades (o que deve ser feito);
  • Criar mecanismos de recompensa (por cada promessa realizada).

Parece fácil, não é? E na verdade é! Talvez o maior problema seja o tempo; você já parou para administrá-lo? Hoje a gestão do tempo é um grave problema em todas as empresas, mas não se sinta ilhado, várias outras pessoas estão no mesmo barco que você – mas tenho certeza que você não quer afundar!

Lembra quando eu falei a frase: Vivamos o hoje, o agora chegou! no final do meu último artigo? Pois é, acredito que agora ela seja mais que motivacional e sirva como uma mudança radical do seu mindset.

Avalie nosso artigo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas
1 voto(s)
Carregando...

Leave a Reply

Deixe seu comentário abaixo

[contact-form-7 id="14318" title="Fale com a Lilian Rios (Fim de Post)"]
Lilian Rios

Fale com a Lilian Rios

Especialista Inbound Marketing

o