Crescimento rápido: 3 lições que sua empresa pode aprender com as startups

Crescimento rápido: 3 lições que sua empresa pode aprender com as startups

  • 2
  • 27 de julho de 2016

É evidente que em um mercado tão competitivo como o que temos hoje, o que a maioria das empresas busca é crescimento de maneira sustentável e, principalmente, rápido.

A velocidade das informações exige essa rapidez e é preciso adaptar o modelo de negócios de sua empresa para isso. Mas, como?

Para responder a essa pergunta, hoje vamos abordar 3 lições que sua empresa pode aprender com as startups e que estão relacionadas à metodologia conhecida como Lean Startup.

O que é a metodologia Lean Startup?

Um conceito ainda novo para os empreendedores nacionais, mas que já tem sido muito aderido, a metodologia Lean Startup tem a premissa de crescer através da apresentação de um bom produto com o menor custo possível. Ela foi criada pelo norte-americano Eric Ries e é bem explicada em seu livro, Startup Enxuta.

Em resumo, essa metodologia visa enxugar custos desnecessários e evitar desperdícios ao longo do processo de crescimento de um negócio. Com isso, gera um produto dinâmico e um modelo de implementação eficiente.

3 lições que sua empresa pode aprender com as startups

Lição nº1: Entenda o conceito de MVP

Esse conceito remete à uma maneira econômica e eficiente de criar, lançar, desenvolver e comercializar um produto, mas sem perder os atributos que agregam valor.

Sua sigla significa Mínimo Produto Viável, ou seja:

  • Mínimo – Um produto em tamanho reduzido e em menor tempo;
  • Produto – útil e eficiente;
  • Viável – ao menor valor que possa ser praticado.

O objetivo dessa lição é que quanto maior a velocidade com que se produz algo e quanto menor o custo, mais rapidamente se validará o negócio ou se descartará aquela hipótese, não desperdiçando o tempo, muito menos o dinheiro do negócio e do empreendedor.

Lição nº2: O ciclo da metodologia Lean Startup

A metodologia Lean segue um determinado ciclo, que é: Build, Measure e Learn.

Esse ciclo deve ser utilizado no desenvolvimento do MVP e baseia-se em previsões e experiências do próprio desenvolvedor. O objetivo dessa etapa é reduzir falhas.

Os nomes, provenientes do inglês, significam: Construa, Meça e Aprenda. Em outras palavras, crie um produto, ofereça, veja a aceitação perante o público e aprenda com seus erros e feedbacks. Então, teste novamente outra hipótese até o produto se encaixar perfeitamente às necessidades e desejos de seus consumidores.

Lição nº 3: Siga o tripé da Lean Startup

Essa metodologia baseia-se em um tripé de testar e validar hipóteses, desenvolvimento ágil e uso de tecnologias de baixo custo, ágeis e eficazes. O que isso significa exatamente?

  • Pense em hipóteses a serem validadas;
  • Compreenda seu mercado-alvo;
  • Defina padrões e indicadores para estabelecer métricas e medir seus resultados;
  • Nunca esqueça o seu MVP, encontre o equilíbrio entre tempo, recursos e sua proposta de valor.

Que você deve testar e validar suas hipóteses de maneira ágil, utilizando tecnologias avançadas e com baixo custo. Para isso, siga os seguintes passos:

Como você pôde perceber, a metodologia Lean Startup está muito baseada na questão de testes. Isso porque quanto mais cedo você testar seus produtos, suas hipóteses e identificar o que o mercado deseja, maiores serão suas chances de sucesso. Por isso, não tenha medo de errar! Erre e então teste outra hipótese.

Este post foi útil para você? Já conhecia essa metodologia? Compartilhe sua experiência conosco através dos comentários!

Avalie nosso artigo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas
1 voto(s)
Carregando...

Leave a Reply

Deixe seu comentário abaixo

[contact-form-7 id="14318" title="Fale com a Lilian Rios (Fim de Post)"]
Lilian Rios

Fale com a Lilian Rios

Especialista Inbound Marketing

o