Como driblar a crise econômica com a ajuda do Marketing

Como driblar a crise econômica com a ajuda do Marketing

  • 3
  • 27 de janeiro de 2016

* Esse conteúdo foi atualizado em 2017.

Com as mudanças na economia, um desafio para marcas dos mais diversos segmentos é adaptarem-se as mudanças e continuar gerando receita. De acordo com o Fundo monetário Internacional, o Brasil está passando por sua desaceleração mais grave em mais de duas décadas, mas terá de perseverar com os recentes esforços para conter o aumento da dívida pública e repor a confiança no quadro da política macroeconômica.

Então buscar soluções que os ajudem a sobreviver a instabilidade financeira e ainda apresentar números positivos é a ordem na maioria das organizações.

Uma das soluções encontradas por empresas nesse sentido foi investir em marketing digital, para entender quais as necessidades dos consumidores que merecem prioridades e no que investir em tempo de retração econômica.

Adaptação – O marketing em tempos de crise

Marketing está longe de ser somente “divulgação”, ele consistente em gerir e entender necessidades, utilizar mecanismo de mensuração e criar planos de ação. Um dos principais desafios será equilibrar os preços com o bolso do consumidor. Para isso algumas estratégias são utilizadas:

#1 Entender necessidades e mensurá-las

É necessário saber da onde vem a sua audiência, quais os produtos mais e menos consumidos e estabelecer uma relação de cumplicidade. A internet é um excelente polo de encontro entre marcas e público-alvo, e com as ferramentas atuais já é possível mapear quais produtos têm mais acessos, quais assuntos são mais comentados, entre outras estatísticas.

Estar em contato com a audiência e saber o seu foco de interesse, será cada vez mais crucial para aqueles que querem se manter no mercado.

#2 Criar um plano de ação

Relatórios e estatísticas sem ação não valem nada! Planos de ação são capazes de operar mudanças de maneira organizada e concreta, tendo em vista os resultados no qual se espera chegar. Geralmente, cronograma, realocação de produtos e grupos estão em um plano de ação. Outro ponto importante é investir, pesadamente, no seu plano de Marketing Digital. Essa é a melhor opção para direcionar seus esforços.

#3 Reformular produtos e marcas

Se uma marca não está conseguindo lucrar é porque não está acompanhado as necessidades do seu público. Em 2014, o volume de vendas da Bombril aumentou 10,4% em relação ao ano anterior, entretanto, as receitas ficaram estagnadas em 1,1 bilhão de reais porque os produtos consumidos foram as opções mais baratas.

Para driblar essa situação, a empresa investiu em embalagens maiores para os produtos mais em conta, promoções em que produtos eram oferecidos como brinde e o foco da propaganda foi direcionada para produtos em sua linha que não eram oferecidos pela concorrência.

O resultado veio com a participação de produtos mais caros da empresa em 32% do faturamento. A grande questão aqui é trabalhar com oportunidades como a Bombril fez. Reformular marcas e produtos pode ser a salvação em tempos de crise. Às vezes a mudança não é tão brusca, a Bombril, por exemplo, só redirecionou o foco.

O mercado nos próximos anos

O mercado está suscetível a flutuações econômicas e tendências. Este é um movimento contínuo que sempre se alternará em períodos de expansão e retração da economia.  As expectativas de recuperação da economia brasileira têm melhorado, mas ainda não será em 2017 que o país vai sair da crise.

Ou seja, você precisa direcionar os seus esforços e investimento para ações que realmente vão trazer resultados. Lembre-se, tempos de crise são tempos de oportunidade.

 

Leave a Reply

Deixe seu comentário abaixo

[contact-form-7 id="14318" title="Fale com a Lilian Rios (Fim de Post)"]
Lilian Rios

Fale com a Lilian Rios

Especialista Inbound Marketing

o